Confira quem recebe a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em Curitiba

Com o avanço da vacinação, estudos passaram a indicar a necessidade de aplicações de doses adicionais ao esquema vacinal inicial contra o coronavírus, principalmente nas populações imunobiologicamente mais vulneráveis (idosos e imunossuprimidos). Por isso, Curitiba avança na oferta das doses de reforço, recomendadas para ampliar a resposta imune do organismo.

Estatisticamente, é possível mensurar o efeito das doses adicionais. Um levantamento feito pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde aponta: uma pessoa com 50 anos ou mais que não tomou a dose de reforço (mesmo tendo recebido as duas doses do esquema vacina inicial) tem risco dez vezes maior de morrer do que outra pessoa, da mesma faixa etária, que recebeu a dose de reforço.

Confira quem recebe a dose de reforço da vacina contra a Covid-19:

1ª dose de reforço (2ª dose para Janssen; 3ª dose para Coronavac, AstraZeneca e Pfizer)

Quem deve tomar:
Todas as pessoas com 12 anos ou mais.

Intervalo em relação à dose anterior:

  • Para quem recebeu Janssen (18 anos ou mais) – intervalo de 56 dias após 1ª dose;
  • Para quem recebeu Pfizer ou Coronavac (12 anos ou mais) – intervalo de 120 dias após 2ª dose;
  • Astrazeneca (18 anos ou mais) – intervalo de 120 dias após 2ª dose;
  • Para pessoas imunossuprimidas (12 anos ou mais) – intervalo de 56 dias após 2ª dose.

* Gestantes recebem apenas reforço com imunizante Pfizer

2ª dose de reforço (ou 4º dose)

Quem deve tomar:
Pessoas com 50 anos ou mais;
Pessoas imunossuprimidas com 12 anos ou mais;
Profissionais da Saúde*

*Curitiba está vacinando esses profissionais nos locais de trabalho. Em breve, deve anunciar o chamamento da vacinação para os profissionais autônomos da Saúde.

Intervalo em relação à dose anterior

  • Pessoas com 50 anos ou mais – intervalo de 120 dias após 1º reforço (3ª dose);
  • Pessoas imunossuprimidas (12 anos ou mais) – intervalo de 120 dias após 1º reforço (3ª dose).

*Pessoas que tiveram covid-19 devem aguardar pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas, para se vacinar. No caso de pessoas que tiveram outras doenças, a orientação é que aguardem o completo reestabelecimento.
*Até o momento, não há recomendação de doses de reforço da vacina contra covid-19 para crianças entre 5 e 11 anos.

Como conferir a data da última dose

A data da última dose recebida pode ser confirmada no Aplicativo Saúde Já Curitiba (site ou smartphone), ao acessar a aba “Carteira de Vacinação” e, em seguida, “Aplicadas”.

Onde se vacinar

A vacinação contra a covid-19 é realizada em 107 Unidades de Saúde para pessoas com 12 anos ou mais (inclusive gestantes), para todas as doses (1ª e 2ª doses do esquema vacinal inicial e doses de reforço).

As pessoas entre 50 e 59 anos estão sendo convocadas por faixa etária para receber a 4ª dose (2ª reforço). Acompanhe a convocação do dia no site Imuniza Já Curitiba.

A vacinação contra a covid-19 é realizada de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

*Para crianças de 5 a 11 anos, a vacinação de 1ª e 2ª doses é realizada em dez unidades de Saúde. Confira os locais no site Imuniza Já Curitiba. A imunização para essa população utiliza vacinas específicas (Pfizer pediátrica – tampa laranja – ou Coronavac). Até o momento, não há recomendação de doses de reforço para essa faixa etária.

Vacinação Simultânea

Para as pessoas com 12 anos ou mais, além da dose do imunizante contra a covid-19, está sendo ofertada também a vacina contra a gripe (vírus influenza), que pode ser aplicada simultaneamente, no mesmo dia da vacina anticovid.
Crianças entre 5 e 11 anos devem aguardar 15 dias de intervalo entre os imunizantes contra a covid e a gripe.

Repescagem contínua

O cronograma também oferece repescagens de 1ª dose, 2ª dose e doses adicionais de reforço para pessoas anteriormente convocadas e para as que já completaram o período de intervalo para as demais doses (1º e 2ª e reforços) e que ainda não compareceram.

Informações da Prefeitura de Curitiba