Com medidas restritivas, fluxo de veículos em Ponta Grossa cai 35%

Após a implementação do decreto 18.765/21 e do lockdown em Ponta Grossa, a Prefeitura do município, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), registrou queda de 35% no número de veículos circulando.

Os dados, referentes ao período de 17 a 24 de março, foram coletados pelo Centro de Controle de Operações (CCO) da AMTT, departamento responsável pelo acompanhamento e programação dos semáforos da cidade. As principais ruas da região central, que contam com câmeras de contagem de fluxo, foram as referências para o levantamento das informações.

De acordo com os dados, a circulação de carros no dia 17 de março era de 58.420. Já no dia 24, o número caiu para 37.429, o que representa queda de 35,9%. Nas vias Vicente Machado, Balduíno Taques, Do Rosário e Francisco Ribas, que sãs as principais e servem de acesso para outras regiões, a queda no fluxo varia entre 23%, na Francisco Ribas, e 37%, na Vicente Machado.

“A queda no número de veículos percorrendo as vias principais da cidade chegou a 35% nos últimos dias. Realmente, o pessoal está  mais em casa, pararam de trafegar, e isso é muito importante para a população e para evitar o contágio pelo coronavírus”, destaca o presidente da AMTT, Celso Cieslak.

O decreto 18.765/21 tem como objetivo controlar a disseminação do coronavírus e, automaticamente, diminuir a ocupação dos leitos hospitalares. A medida segue em vigência até o dia 28 de março e prevê, além do fechamento de serviços não essenciais, a suspensão do serviço de transporte coletivo e toque de recolher a partir das 22 horas.

Colaboração Prefeitura de Ponta Grossa