Durante final de semana, 1.333 estabelecimentos foram fiscalizados

Entre a meia-noite de sábado (27) e a manhã desta segunda-feira (1º), as polícias do Paraná fiscalizaram 1.333 estabelecimentos comerciais e realizaram 553 ações de dispersão de aglomeração. Foram 138 prisões, além de 47 adolescentes apreendidos. Esse foi o primeiro final de semana de reforço na fiscalização das medidas de proteção contra a disseminação da covid-19.

O balanço da Secretaria de Estado da Segurança Pública aponta que dois estabelecimentos foram interditados, 14 foram receberam sanções financeiras e 108 indivíduos receberam multas por diversas infrações, como não usar a máscara de proteção. No total, foram 919 denúncias, das quais 122 ocorrências foram confirmadas pelos policiais e incluídas no rol das fiscalizações de perigo de contágio. O trabalho foi realizado em parceria com as prefeituras e guardas municipais.

O relatório também aponta a apreensão de três armas de fogo, 12 quilos de drogas, 355 drogas em unidades (porções e comprimidos) e um equipamento eletrônico. Foram 33 veículos apreendidos/recuperados durante as ações.

O Governo do Estado intensificou a fiscalização para identificar indivíduos que não estão respeitando o Decreto 6.983/2021, publicado na sexta-feira (26), para diminuir a propragação do coronavírus. Eventos como uma festa em uma chácara, em Guarapuava; um baile funk, em Curitiba; e um casamento, em Foz do Iguaçu, foram interrompidos.

O decreto do Governo do Paraná, adotado pela maioria das prefeituras, prevê, entre outras medidas, a suspensão do funcionamento dos serviços e atividades considerados não essenciais e a ampliação na restrição de circulação das pessoas das 20 horas até às 5 horas. Também estão proibidas a comercialização e o consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público ou coletivo nesse mesmo período.

Fiscalização

Em Guarapuava, uma festa rave que acontecia em uma chácara, na área rural da cidade, com aproximadamente 70 pessoas e drogas sintéticas foi encerrada. A abordagem resultou na apreensão de 351 unidades de ecstasy e duas garrafas de lança-perfume. Todos foram encaminhados para lavratura de Termo Circunstanciado.

Em outros pontos do Interior do Estado, como Ponta Grossa, Maringá, Cianorte e Palmas, também houve registros desrespeitando à restrição de circulação de pessoas. Em Cianorte, uma operação de fiscalização em estabelecimentos comerciais resultou em 64 pessoas abordadas. Em Maringá, uma operação da PM encerrou uma festa clandestina. As equipes policiais fizeram a abordagem e encontraram 21 pessoas sem máscara. Todos os envolvidos foram autuados, inclusive o proprietário do local.

Na região de Pato Branco, no Sudoeste, as equipes policiais acabaram com uma festa clandestina com 60 pessoas em uma fazenda no interior de Coronel Domingos Soares. Os militares estaduais foram até o local após uma denúncia e constataram a presença de drogas, de bebida alcoólica e de menores, além das infrações das medidas sanitárias preventivas. Os responsáveis pelo evento foram presos em flagrante.

Uma equipe policial também recebeu denúncias de aglomeração no aeroporto municipal de Arapoti. Os policiais militares fizeram uma abordagem no local e encontraram aproximadamente 20 motocicletas e 30 pessoas sem máscaras.

No Norte Pioneiro, policiais encaminharam um homem, cliente do bar fiscalizado, à delegacia pelos crimes de resistência, desobediência, desacato, infração de medida sanitária e lesão corporal praticada contra autoridade. A ação aconteceu durante fiscalização dos militares estaduais, em parceria com a vigilância sanitária, em um bar no município de Barra do Jacaré.

Em Curitiba, a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) desencadeou abordagens e atendeu denúncias sobre aglomeração de pessoas e funcionamento de estabelecimentos comerciais irregulares. Entre sexta-feira e domingo, cinco pessoas foram encaminhadas para lavratura de Termo Circunstanciado por introdução ou propagação de doença contagiosa. Foram fechados oito pontos comerciais e apreendidas porções de drogas, cigarros e essências de narguilé.

Colaboração AEN