Em Curitiba, 16 estabelecimentos são fiscalizados no fim de semana

Durante os dias 19, 20 e 21 de fevereiro, equipes da Prefeitura de Curitiba vistoriaram 16 estabelecimentos comerciais nos bairros Centro, São Francisco, Parolin, Rebouças, Alto da XV, Batel, Bigorrilho, Boqueirão e Jardim Social. As fiscalizações foram feitas para verificar o cumprimento da Lei 15.799/2021, que estabelece infrações a pessoas e empresas que descumprirem as medidas restritivas para o enfrentamento do coronavírus.

Em 11 locais, as atividades foram paralisadas e foram lavrados 17 autos de infração.

Ao longo da semana também foram realizadas fiscalizações, foram cem vistorias entre segunda-feira e domingo, que resultaram na paralisação de 24 estabelecimentos e 35 autos de infração lavrados. Somados, as multas chegam a R$ 356.100.

As infrações mais frequentes continuam sendo a de atividades que estão suspensas no período, como o funcionamento de bar, realização de eventos, aglomeração e funcionamento após o horário permitido. O uso de narguilé, que é proibido na cidade em espaços públicos fechados ou abertos, como praças, parques, bares, também está entre as irregularidades flagradas.

Cassação do alvará

Entre os estabelecimentos autuados, está um restaurante e casa de eventos no Batel, que somou R$ 70 mil em multas com três autos de infração lavrados: por promover evento, desenvolver atividade fora do horário, aglomeração, além de notificação para apresentar defesa quanto à proposta de cassação do alvará.

No Parolin, um bar, tabacaria e restaurante teve as atividades interrompidas e recebeu 34 autos de infração pela prática de atividade de bar, consumo de narguilé e funcionamento fora do horário permitido. Foram R$ 25 mil em multas.

Equipes

As incursões aconteceram durante Ações Integradas de Fiscalizações Urbanas (Aifus), realizadas em parceria com o Governo do Estado, que reúnem ações e medidas para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Formam a força tarefa fiscais das secretarias municipais do Urbanismo e do Meio Ambiente, guardas municipais, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, além de agentes da Superintendência de Trânsito da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito (Setran). As equipes da Vigilância Sanitária também realizam inspeções.

Colaboração Prefeitura de Curitiba