Família se despede de paciente que fugiu do Hospital Universitário

Parece que Anderson sabia que, ao chegar no HU, não voltaria pra casa. Falamos com a família que preferiu não gravar entrevista. A esposa disse que Anderson era motorista de aplicativo e tinha muito medo de pegar a doença e, quando saiu correndo do hospital, estava indo na direção da casa deles que é ali perto.

Em nota o Hospital Universitário relatou que o paciente Anderson Silva Ferreira, de 45 anos, foi internado no dia 18, por COVID 19, chegou a unidade em uso de máscara de alto fluxo, com piora foi necessário a intubação. Com quadro grave e instável teve parada cardiorrespiratória que evoluiu para morte encefálica no dia 28 às 18h26. Ele só pode ser velado por já ter passado pela quarentena.

Veja mais na reportagem completa do Tribuna da Massa Londrina e região: