OMS diz que países não devem pedir reforço de vacinas contra Covid-19 enquanto outros precisam

GENEBRA (Reuters) – Os países não deveriam pedir doses de reforço para suas populações vacinadas enquanto outros países ainda não receberam imunizantes contra a Covid-19, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que as mortes aumentaram novamente com a pandemia de Covid-19, a variante mais transmissível Delta está se tornando dominante e muitos países ainda não receberam doses de vacina o suficiente para proteger seus profissionais de saúde.