Paraná vai receber 265.600 doses da vacina CoronaVac

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, esteve em São Paulo no início da manhã de hoje, (18) com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores das demais unidades federativas na cerimônia de distribuição do imunizante CoronaVac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. As doses da vacina foram carregadas no avião da FAB e não há previsão de chegada na capital paranaense.

O Estado do Paraná vai receber 265.600 doses da vacina. Dessas, 22.720 estão reservadas para a população indígena e 242.880 para profissionais de saúde, que atuam diretamente na pandemia, idosos, que vivem em asilos e seus cuidadores.

“Declaro aberta a campanha de vacinação contra o coronavírus no Estado do Paraná. A partir de hoje, escreveremos um novo futuro. Parabenizo e agradeço, em nome dos paranaenses, a absolutamente todos os envolvidos do Ministério da Saúde, do Instituto Butantan, da Fundação Osvaldo Cruz, mas, sobretudo, aos técnicos da saúde do Estado do Paraná e suas famílias, que têm nos ajudado diariamente nesta batalha”, afirmou o governador.

As 265.600 doses destinadas ao Paraná serão aplicadas em duas etapas e devem imunizar 126 mil pessoas, sendo a maior parte profissionais da saúde, que representam um total de 102.959.

A distribuição das vacinas utilizará a estrutura do Governo do Estado e será feita com três aviões, um helicóptero e caminhões baú refrigerados, se necessário.

A Secretaria de Estado da Saúde já distribuiu 1,7 milhão de insumos que devem auxiliar na vacinação nas 22 regionais de Saúde. Foram entregues seringas, máscaras descartáveis, face shields, aventais e carteirinhas de vacinação. O Paraná tem 1.850 salas de vacinação.

Vacinação

O Governo do Estado pretende imunizar aproximadamente 4 milhões de pessoas no Paraná até o fim de maio. O processo estadual vai seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI), elaborado pelo Governo Federal.

De acordo com o Plano Estadual de Imunização (PEI), na primeira etapa da vacinação a população alvo a ser vacinada contra a covid-19 é composta por: profissionais que aplicarão as vacinas; pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais; população indígena e todos os trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus.

Na sequência o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente, até chegar na população com idade variando entre 60 e 64 anos.

Colaboração AEN