Quatro meses depois, ocupação dos leitos de UTI SUS covid-19 fica abaixo de 90%

Depois de 129 dias, a Secretaria Municipal da Saúde voltou a registrar uma taxa de ocupação dos leitos de UTI SUS para covid-19 menor que 90%. Nesta quinta-feira (1º), a ocupação baixou para 88%, o que não acontecia desde 21 de fevereiro, quando a taxa foi de 84%.

Mesmo assim, a população não deve baixar a guarda contra a pandemia. Nesta quinta, foram registrados 781 novos casos de covid-19 e 21 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. Treze destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas.

As vítimas são 15 homens e seis mulheres, com idades entre 24 e 74 anos. Dezesseis pessoas tinham menos de 60 anos.

Até o momento foram contabilizadas 6.177 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 241.280 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 227.644 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 7.459 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

Leitos do SUS

Nesta quinta-feira, a taxa de ocupação dos 548 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 caiu para 88%. Hoje, restam 68 leitos UTI-covid livres.

A taxa de ocupação dos 746 leitos de enfermarias SUS covid-19 está em 71%. Há 218 leitos vagos.

A SMS esclarece que os dados da ocupação de leitos em Curitiba são dinâmicos, com alterações ao longo do dia.

Números da covid-19 em 1ª de julho

  • 781 novos casos confirmados
  • 21 novos óbitos (13 nas últimas 48h)

Números totais

  • Confirmados – 241.280
  • Casos ativos – 7.459
  • Recuperados – 227.644
  • Óbitos – 6.177