Vacinas provavelmente evitam que Ômicron cause doenças graves, diz secretário britânico

LONDRES (Reuters) – O secretário de Saúde do Reino Unido, Sajid Javid, disse nesta quarta-feira que é possível que as vacinas sejam menos eficazes contra a variante Ômicron do coronavírus, mas que elas ainda devem proteger infectados pela nova cepa de doenças graves.

“Nossa melhor forma de defesa ainda continua sendo nossas vacinas”, disse Javid à Sky News. “É possível, claro, é possível que seja menos eficaz. Só ainda não sabemos ao certo. Mas também é muito provável que permaneça eficaz contra doenças graves”, afirmou.