Endividamento: saiba os riscos e como sair dessa!

O endividamento é um problema sério e recorrente que acomete milhões de famílias brasileiras todos os anos. A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostrou que os endividados representam 77,3% da população brasileira em junho de 2022.

Ainda de acordo com o levantamento, o endividamento por cartão de crédito atingiu 86,6% das famílias brasileiras, sendo o principal tipo de endividamento, em segundo lugar, vem o uso dos carnês com 18,3%, seguido pelo financiamento do carro com 10,8%.

Sair do endividamento fora de controle e evitar acumular dívidas é uma situação que pode ser transformada. Mas para isso, primeiro, é preciso saber o que está causando o endividamento e após encontrar as causas, é possível tomar as medidas adequadas para sair do endividamento. Continue lendo esse texto e descubra.

Causas do endividamento

Ainda de acordo com os dados da CNC, cerca de 28,5% das famílias estão com contas e/ou dívidas em atraso, outras 10,6% afirmam não terem condições de pagar as contas atrasadas. Uma das principais causas do endividamento, sem dúvida foi e está sendo a inflação. Ela está consumindo grande parte da renda dos brasileiros, alguns estão recorrendo até mesmo à linhas de crédito, o que influencia para o aumento do endividamento.

Abaixo listamos outros fatores que influenciam para o endividamento:

Desemprego

O desemprego atinge a população de todas as faixas etárias. A taxa de desemprego no Brasil está em 9,8%, a quarta maior taxa entre os países da América do Sul. Se as pessoas estão desempregadas, logo o dinheiro não entra e não tem como pagar as dívidas.

Uso inadequado do cartão de crédito

Como mostrou os dados da CNC, o endividamento por cartão de crédito atinge 86,6% das famílias brasileiras. Isso se deve ao fato de que muitos, recorrem ao cartão de crédito por diversos fatores, seja para comprar itens supérfluos ou para pagar outras dívidas. Quando usado de uma forma inadequada, ele pode se tornar um vilão e levar ao endividamento. Por isso é ideal saber usar o cartão de crédito como um aliado.

Falta de educação financeira

Muitos brasileiros acham desnecessário aprender sobre educação financeira e por isso não buscam aprender sobre o assunto. Sem ela, o indivíduo deixa de conhecer a importância e o valor do seu dinheiro e como usá-lo a seu favor.

Sem a educação financeira a probabilidade de tomar decisões equivocadas que levam ao endividamento é maior.

Consumo excessivo

É indiscutível que o consumo por impulso é um dos principais causadores do endividamento. Muitas pessoas acabam gastando mais do que ganham, por puro desejo de comprar ou pela falsa sensação de felicidade. Mas esse comportamento pode ultrapassar seu limite de gastos e gerar uma bola de neve de dívidas.

Como sair do endividamento

Realize um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é o processo de atingir as metas financeiras, organizando as finanças e determinando onde elas estão, onde gostaria que elas estivessem e o que deve ser feito para atingir seus objetivos.

Faça uma reserva de emergência

A reserva de emergência é a quantia que você precisa guardar ao longo de um tempo para cobrir algum imprevisto. A grande maioria das pessoas não possui uma reserva financeira para emergências. O recomendado é que a reserva seja equivalente de três a seis meses da sua renda líquida.

Corte gastos

Não faça novas dívidas e corte gastos supérfluos, como, deliverys, cinemas, academia e assinaturas de serviços que não são usados.

Negocie suas dívidas

Por fim, após listar todas as suas dívidas, chegou o momento de negociá-las. E a Solução Financeira pode te ajudar, com descontos de até 70% quite as suas dívidas de empréstimo pessoal, cartão de crédito ou financiamento do seu veículo.