O seu Score pode ter aumentado e você nem sabe

A partir deste mês, o Score de vários brasileiros pode ter aumentado graças a mudanças na avaliação. De acordo com os hábitos financeiros de cada consumidor, este recebe uma nota de 0 a 1.000. Nesses parâmetros, aqueles com mais dívidas recebem uma pontuação menor que quem mantém as contas em dia.

Porém, desde o fim de Junho, os birôs de crédito estão considerando novos parâmetros ao calcular a pontuação. O Cadastro Positivo é o principal responsável por essas melhorias na avaliação. Agora, mais que analisar as negativações, os birôs podem compreender o comportamento do consumidor ao definir o Score.

O que é Cadastro Positivo?

Válido desde 2019, o Cadastro Positivo permite análise mais ampla dos hábitos de cada consumidor. Até então os birôs recebiam as informações de negativação e quitação das dívidas atrasadas. Isso limitava o cálculo do Score, já que as contas pagas em dia não eram contabilizadas sem autorização do cliente.

Porém, a manutenção de um bom Score é muito importante e pode trazer benefícios para o consumidor. Pensando nisso, as movimentações financeiras são inseridas automaticamente no sistema permitindo que o cliente solicite a remoção. A partir disso, é possível considerar também as contas pagas em dia e melhorar a confiança das instituições financeiras.

O que muda na prática?

O Score era construído no regime chamado opt-in, onde o consumidor precisava autorizar que os dados fossem acessados pelos birôs. Atualmente, o regime é opt-out onde as informações são disponibilizadas sem autorização e o cliente pode pedir para retirar, se preferir. A grande vantagem da mudança é que os birôs podem ver mais do que as dívidas não pagas.

As dívidas com mais de 5 anos já não eram consideradas no cálculo do Score, mas a nota continuava baixa pelo atraso. Desde que as dívidas em dia passam a ser contabilizadas, a média de pagamentos em dia aumenta, melhorando também a reputação do consumidor em questão.

Por exemplo, um cliente com uma dívida de mais de 5 anos pode melhorar sua pontuação apenas mantendo em dia a fatura do cartão de crédito ou o financiamento imobiliário. Dessa forma, a instituição que concede o crédito pode personalizar suas ofertas. Sob o mesmo ponto de vista, os riscos para o credor diminuem e ajudam a evitar juros abusivos.

Quanto à segurança dos dados pessoais, não dá para dizer que estejam mais propensos a vazamentos. Isso porque os birôs sempre protegem essas informações desde antes da LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados. Sendo assim, é repassado aos bancos apenas o necessário para determinar os riscos de uma concessão de crédito.

De qualquer modo, a Solução Financeira pode ajudar a negociar as dívidas com uma redução de até 70%. Ao quitar a dívida, além de melhorar a reputação junto aos birôs de crédito, aumenta a pontuação do Score