Paraná registrou abertura de 52,6 mil vagas de emprego em 2020

Nesta quinta-feira, (28) dados fornecidos pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, mostraram que em 2020, o Paraná abriu 52.670 vagas de emprego. Esse foi o segundo maior resultado do Brasil, com 380 contratações a menos do que Santa Catarina. O resultado é feito pela comparação entre admissões e desligamentos.

O saldo de empregos do ano passado foi superior ao de 2019, que fechou em 51.441 vagas abertas. Foi o melhor indicador do Paraná nos últimos sete anos.

O recorte de dezembro foi negativo, com diminuição de 8.077 vagas. Esse é um mês que normalmente registra mais demissões de trabalhadores com carteira assinada devido as contratações temporárias.

Na evolução mensal, o Paraná teve oito meses com saldo positivo: janeiro (18.111), fevereiro (28.729), junho (1.959), julho (14.212), agosto (16.557), setembro (19.909), outubro (32.564) e novembro (28.940).

O governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, destacou que os novos empregos auxiliaram o Paraná a bater recordes na produção e exportações de carnes e produtos alimentícios, a retomar os bons números da produção industrial e a inverter a curva do Produto Interno Bruto (PIB), que registrou evolução de 5,58% no terceiro trimestre de 2020.

Intermediação

As Agências do Trabalhador do Governo do Estado auxiliaram nos resultados. O Paraná encerrou o ano passado na liderança isolada do ranking nacional de colocação de profissionais pelas agências, com 74.615 trabalhadores efetivados em vagas de emprego com carteira assinada.

Setores

Os setores que mais se destacaram no acumulado de 2020 foram: indústria de transformação (25.880), seguido de construção civil (14.855), comércio (7.967), agricultura (1.657) e serviços (629). Um setor apresentou resultado negativo no acumulado do ano: serviços industriais de utilidade pública (-79).

Municípios

Segundo o Caged, 290 municípios tiveram saldo positivo de empregos em 2020, o que representa 72,6% do total de 399. Outros dez registraram estabilidade, com saldo zero, e 99 registraram perdas. Os destaques foram Ponta Grossa (5.626), Curitiba (2.928), Cascavel (2.558), Toledo (2.361), Ortigueira (2.183), Arapongas (1.794), Matelândia (1.635), Rolândia (1.692) e Umuarama (1.583).

Colaboração AEN