Estudantes de Ponta Grossa são indicados para a National Honor Society

Sete estudantes do programa de ensino médio internacional, High School, realizado pelo Colégio Sepam por meio de um convênio com a Universidade de Missouri (Mizzou), foram indicados para compor a National Honor Society (NHS). A organização norte-americana visa reconhecer alunos do ensino secundário que se destacam em nota, voluntariado, liderança e aspectos do caráter. Os selecionados – Ana Carolina Yamamoto, Carolina Gomes, Enzo Mathias, Leonardo Borges, Letícia Schebelski, Luiz André Pinto e Yasmin Schoemberger – cursam o último ano do programa, que é realizado pelo Sepam, com exclusividade nos Campos Gerais. 

Para a coordenadora do High School, Francine Cavagnari, ter alunos selecionados para essa Organização indica que o programa está sendo bem desenvolvido na instituição.

“A indicação para compor a National Honor Society é considerada uma grande honraria nos Estados Unidos. Ficamos contentes que sete dos nossos alunos receberam esse reconhecimento. A indicação é importante para somar às experiências do currículo, caso algum aluno deseje posteriormente ingressar em alguma faculdade do exterior. A oportunidade também é boa para que os nossos estudantes tenham mais interação com outros alunos ao redor do mundo, que também foram indicados, já que a HNS possibilita essa comunicação”, destaca Francine.

Para a aluna Yasmin Schoemberger, 16 anos, a oportunidade de adentrar à NHS acrescentará em seu currículo e será importante para vivenciar novas experiências.  “Com o High School eu consegui aprender conteúdos diferentes, já que as disciplinas são distintas das do currículo brasileiro, e também criei relações mais próximas com os participantes do programa. Receber essa indicação representa, para mim, um reconhecimento pela dedicação e pelo esforço dedicado aos estudos. Na NHS, conseguirei participar de mais atividades extracurriculares e também melhorar minhas habilidades de liderança, que é um dos propósitos da organização”, ressalta a aluna que está na segunda série do ensino médio brasileiro e deseja ingressar em alguma universidade dos Estados Unidos. 

Yasmin também é voluntária no projeto de protagonismo juvenil Menarca, desenvolvido pelo Sepam desde 2002 com o objetivo de conscientizar e orientar meninas em fase de menarca. “No Menarca eu tive a oportunidade de palestrar para garotas de escolas públicas sobre a saúde feminina. E algo que percebi é que nesses ambientes você não é só uma palestrante, mas também uma inspiração para outras meninas. O projeto me possibilitou a conexão com outras garotas e agregou bastante para a minha experiência como líder”, afirma.

O requisito mínimo para que os alunos sejam indicados à NHS é que sejam comprometidos com os estudos e apresentem média (GPA – Grade Point Average) de 3,5 – em um total de 4,0 pontos. Uma vez aceitos na sociedade norte-americana, os estudantes devem desenvolver um projeto voluntário junto à comunidade. Desde 2018, o SEPAM High School MIZZOU já teve 21 estudantes indicados à NHS.