Famílias podem trocar o formato das aulas diretamente na escola

Com o início do ano letivo de 2021 em Curitiba, as famílias que decidirem mudar o formato das aulas para o modelo híbrido ou remoto, podem procurar diretamente a unidade onde o estudante está matriculado.

Até o dia 19 de fevereiro, os responsáveis e familiares fizeram a escolha por meio eletrônico, no site da Secretaria Municipal da Educação.

A superintendente de Gestão Educacional, Andressa Pereira, explica que as trocas podem acontecer a cada mês. Ou seja, se a família solicitar a mudança do remoto (videoaulas + kits pedagógicos) para o híbrido (presencial + videoaulas) em março, por exemplo, a criança inicia o novo formato em abril.

“Isso é necessário para que a secretaria possa organizar a logística nas unidades, pois temos a entrega de kits pedagógicos e de alimentação suplementar. Também evita uma quebra no fluxo dos conteúdos que o estudante está acompanhando, pois ele segue uma continuidade pedagógica”, explica a superintendente.

“Os gestores das unidades registrarão a nova opção da família, isso vale tanto para quem já está matriculado e quer mudar o formato de aulas, quanto para estudantes que vierem para a rede municipal, ou seja, para as matrículas novas ao longo do ano”, diz Andressa.

Até o momento, nas escolas municipais de Curitiba, 61% das famílias optaram pelo modelo híbrido (presencial + videoaulas da TV Escola Curitiba) e 39% pelo formato remoto (videoaulas + kits pedagógicos).

Colaboração Prefeitura de Curitiba