Escola coloca crachá em criança autista e deixa mãe indignada

Um crachá com informações colocado no pescoço de uma criança com autismo deixou a mãe do menor indignada. O acessório, posto na escola, tinha mensagens dizendo que “não pode bater” e “não pode empurrar o colega”. 

O centro de ensino municipal, em Jaraguá do Sul (SC), afirmou que a iniciativa fazia parte de uma estratégia pedagógica. A família do estudante considerou o ato um gesto de humilhação. 

A mãe da criança procurou uma vereadora da cidade e o caso foi registrado no Ministério Público de Santa Catarina. O crachá fazia parte de uma atividade que trazia desenhos com mensagens com o objetivo de compartilhar atitudes positivas. No entanto, a mãe afirmou que somente o filho autista recebeu o acessório. 

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Jaraguá do Sul assumiu o erro pedagógico, pedindo desculpas à família, mas explicitando a “intenção positiva” do ato, usando a situação para que os professores compartilhem as estratégias pedagógicas com a coordenação de ensino, evitando erros do tipo. A pasta também considerou que os professores, além de profissionais, “são humanos antes de tudo e, portanto, falíveis”. 

Informações de SBT News