Festas juninas devem movimentar R$ 2 bi nos principais destinos do país

As tradicionais festas juninas, interrompidas há dois anos devido à pandemia de covid-19, devem movimentar a economia dos principais destinos do país. Segundo levantamento do Ministério do Turismo, é esperado um lucro de R$ 2 bilhões para o mês de junho, em mais de 150 festas espalhadas pelo território brasileiro.

Somente no estado da Bahia, o governo espera que cerca de 1,5 milhão de pessoas passem pelas festas juninas, movimentando R$ 1 bilhão na economia. Em Campina Grande (PB) estima-se lucro de R$ 400 milhões e em Caruaru (PE), R$ 250 milhões. Já em Parintins (AM), a tradicional festa dos bois Garantido e Caprichoso espera circular R$ 100 milhões.

Em Corumbá (MS), o Banho de São João deve receber 40 mil pessoas nos dias 23 e 24 de junho. Além disso, a prefeitura local promoverá quatro noites de “Arraiá” no Porto Geral, com concurso de quadrilhas, atrações musicais e 100 barracas com comidas e bebidas típicas. O Forró Caju 2022, em Aracaju (SE), por sua vez, reunirá mais de 100 mil pessoas por noite na praça de eventos Hilton Lopes, no centro histórico da cidade. 

Informações de SBT News