Guerra completa 3 meses com forças russas se concentrando na região leste da Ucrânia

Nesta terça-feira (24), a Rússia intensificou os esforços para cercar e capturar Sievierodonetsk e cidades vizinhas, a única parte da região de Donbass, Lugansk, que permanece sob controle do governo ucraniano, disseram autoridades militares britânicas.

Ontem (23), na véspera de completar três meses do início da guerra, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, acusou a Rússia de estar travando uma “guerra total, quando o inimigo tenta destruir o maior número possível de pessoas e infraestrutura”.

Essa batalha é apenas uma parte da campanha russa para tomar Donbass, que agora é o foco do Kremlin depois que suas forças não conseguiram invadir Kiev nas primeiras semanas da guerra e foram forçadas a se retirar e perseguir um objetivo mais limitado.

No entanto, alguns bombardeios em cidades próximas a capital Kiev continuam. Zelensky denunciou um ataque com mísseis que matou 87 essoas na semana passada na cidade de Desna, a 55 quilômetros ao norte de Kiev, um dos ataques mais mortais da guerra. “E foram apenas quatro mísseis”, disse ele, observando as muitas centenas de ataques desde o início da guerra em 24 de fevereiro.

Informações de SBT News