IBGE define metodologia para recenseamento de comunidades quilombolas

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) promove, nesta quarta-feira (17), o Dia de Mobilização do Censo Quilombola, em que inaugura oficialmente o recenseamento dessas comunidades.

O trabalho de mapeamento prévio mostrou a existência 5.972 de localidades quilombolas e 2.308 agrupamentos quilombolas, locais os recenseadores irão visitar. Residências e outros espaços que não foram identificados no mapeamento serão incluídos na base de dados.

O Censo 2022 aplicará, pela primeira vez, a pergunta sobre autodeclaração e a qual comunidade o quilombola pertence.

De acordo com o IBGE, os profissionais que visitarão os domicílios foram preparados para lidar com a diversidades e receberam treinamento de cinco dias. A metodologia da pesquisa foi acordada com Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), segundo o instituto. 

Informações de SBT News