Incêndio provoca morte de pelo menos 19 pessoas em Nova York

Pelo menos 19 pessoas morreram em um incêndio que atingiu neste domingo (9) um prédio residencial no Bronx, em Nova York. Entre os mortos, estão nove indivíduos de até 16 anos. É o incêndio com o maior número de vítimas em três décadas, na cidade.

Outras 13 pessoas estão internadas em estado crítico. No total, mais de 50 ficaram feridas no incidente. A maioria delas inalou muita fumaça, de acordo com os bombeiros – cerca de 200 atenderam a ocorrência. O prefeito de Nova York, Eric Adams, classificou o incêndio como “horrível”. Ainda segundo ele, é o pior testemunhado pela cidade nos tempos modernos.

Os bombeiros encontraram vítimas em todos os andares do prédio, e elas apresentavam parada cardíaca e respiratória enquanto eram retiradas do local. Para o comissário de incêndio Daniel Nigro “isso é sem precedentes” em Nova York. 

As chamas tiveram início em um apartamento duplex no segundo e terceiro andares do prédio, que possui 19, e pôde ser vista saindo pelas janelas. Os bombeiros encontraram a porta do local aberta, o que teria permitido ao fogo aumentar rapidamente e espalhar a fumaça para os outros andares. A causa do incêndio será investigada.

Várias crianças foram vistas inertes, recebendo oxigênio e com o rosto coberto de fuligem, após serem resgatadas. O prédio possui 120 apartamentos e foi construído em 1973 como parte de um projeto para a construção de moradias modernas e acessíveis no Bronx. Foi o incêndio com mais mortes a atingir um prédio residencial nos Estados Unidos desde 2017, quando 13 pessoas morreram em um prédio residencial, no Bronx, de acordo com a Associação Nacional de Proteção contra Incêndios.

Informações de SBT News