Intenção de consumo das famílias registra maior índice desde 2020

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) alcançou 84,4 pontos em setembro, superando novamente os resultados para o mês nos dois anos anteriores. O indicador, apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), avançou 1,4% no mês, sendo o melhor resultado desde o início da pandemia de covid-19.

Segundo a entidade, um dos fatores que explicam o aumento da intenção de consumo é a melhora do mercado de trabalho. Após o indicador de Perspectiva Profissional recuar no mês passado, ele apontou alta de 1,4% já em setembro, com 47% da população afirmando ter melhores expectativas profissionais para os próximos seis meses.

No mesmo sentido, a taxa de satisfação com o Emprego Atual teve crescimento de 1,2% no mês e 25,3% em relação aos 12 meses anteriores. Já em relação à satisfação com a Renda Atual, houve um crescimento de 2,1% em setembro, ampliando o resultado em 25,6% no ano. O pagamento do Auxílio Brasil e a deflação em agosto contribuíram para o desfecho.

“As famílias estão otimistas em relação à sua manutenção nos empregos e têm boas expectativas quanto à sua situação profissional, o que deve levar a um cenário de ampliação do consumo nos próximos meses”, analisa o presidente da CNC, José Roberto Tadros.

Informações de SBT News