Coreia do Norte testou míssil balístico lançado de submarino, diz Seul

Por Hyonhee Shin e Josh Smith

SEUL (Reuters) – A Coreia do Norte testou um míssil balístico lançado de submarino (SLBM) em seu litoral leste nesta terça-feira, disseram os militares da Coreia do Sul, o que afastou o primeiro-ministro do Japão da campanha eleitoral e ofuscou a abertura de uma grande feira de armas em Seul.

O Comando Militar do Indo-Pacífico dos Estados Unidos criticou o lançamento por considerá-lo desestabilizador, mas julgou que ele não representou uma ameaça imediata aos norte-americanos ou seus aliados.

Autoridades da Coreia do Sul e dos EUA estão investigando se o míssil foi uma versão menor e até então desconhecida apresentada na semana passada em uma exibição em Pyongyang, disse uma fonte dos militares sul-coreanos à Reuters, citando uma análise ainda em andamento.

Eles também estão examinando se o míssil foi lançado do submarino norte-coreano experimental da classe Gorae, acrescentou a fonte, falando sob condição de anonimato.

O lançamento, relatado por autoridades da Coreia do Sul e do Japão, veio depois de enviados norte-americanos e sul-coreanos se encontrarem em Washington na segunda-feira para debater o impasse nuclear com a Coreia do Norte.

Ele também é o teste de armas mais recente de Pyongyang, que persiste com seu desenvolvimento militar apesar das sanções internacionais de que é alvo por causa de seus programas de armas nucleares e mísseis.

“Nossos militares estão monitorando atentamente a situação e mantendo uma postura de prontidão em cooperação estreita com os Estados Unidos para se prepararem para lançamentos adicionais”, disse o Estado-Conjunto Maior da Coreia do Sul em um comunicado.

Eles disseram que o míssil foi lançado perto das 10h17 do mar na vizinhança de Sinpo, onde a Coreia do Norte mantém submarinos e equipamentos para testar SLBMs.

Não ficou claro de imediato se o míssil foi lançado de um submarino ou de uma barcaça de teste submersível, como na maioria dos testes anteriores. Uma fonte militar disse que ele percorreu de 430 a 450 quilômetros a uma altitude máxima de 60 quilômetros.

O último teste norte-coreano de SLBM ocorreu em outubro de 2019, quando um míssil Pukguksong-3 foi lançado de uma plataforma submersa e percorreu 450 quilômetros a uma altitude máxima de 910 quilômetros.

Kim Dong-yup, ex-oficial da Marinha sul-coreana e professor da Universidade Kyungnam de Seul, disse que o teste mais recente provavelmente envolveu um SLBM exibido recentemente pela Coreia do Norte.

(Reportagem adicional de Ritsuko Ando em Tóquio e David Brunnstrom em Washington)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9I0MV-VIEWIMAGE