Golpistas ameaçam imigrantes em busca de dinheiro nos Estados Unidos

Daniel Toledo, advogado especialista em Direito Internacional, relata uma nova modalidade de golpes que estão sendo aplicados em estrangeiros que trabalham legalmente no país

O número e a diversidade de golpes aplicados em imigrantes que vivem legalmente nos Estados Unidos cresceram exponencialmente nos últimos meses, com novos truques para assustar pessoas que vivem longe de seus países de origem.

De acordo com Daniel Toledo, advogado que atua na área do Direito Internacional, fundador da Toledo e Associados e sócio do LeeToledo PLLC, escritório de advocacia internacional com unidades no Brasil e nos Estados Unidos, imigrantes que possuem autorização de trabalho nos EUA estão sendo ameaçados por golpistas que residem no país. “Tive ciência de três casos similares com imigrantes de nacionalidades diferentes, vivendo em estados completamente distintos. O golpe acontece quando indivíduos chantageiam esses imigrantes, afirmando que irão denunciá-los, aos órgãos de imigração por estarem trabalhando ilegalmente nos Estados Unidos, criando uma situação de desespero mesmo ao indivíduo que ele possua uma autorização de trabalho”, revela.

Em um dos casos, o golpista era um dos clientes do próprio imigrante chantageado. “Uma dessas pessoas, que realiza um trabalho de consultoria no país, durante uma conversa descontraída após o atendimento de um cliente, falou que está realizando um processo de solicitação de visto, mas que conta com uma autorização de trabalho e está aguardando a aprovação do processo. Foi o suficiente para que essas pessoas começassem a ameaçá-lo logo em seguida, afirmando que o denunciariam se ele não pagasse a quantia de 10 mil dólares”, lamenta Toledo.

Para o especialista em Direito Internacional, não é necessário e nem recomendado falar sobre o próprio processo de imigração com desconhecidos. “A primeira coisa que muitas pessoas perguntam, principalmente dentro da comunidade brasileira, é qual o seu status imigratório nos Estados Unidos. Não só isso, mas também quem é o advogado que auxilia no seu processo. Isso porque, em muitos casos, eles têm parceria com alguém e vão tentar indicar um novo profissional, geralmente para receber parte do dinheiro que será gasto. No entanto, imigrantes não são obrigados e nem devem falar sobre seus status imigratórios”, relata.

O advogado afirma que, mesmo que as ameaças sejam feitas para prejudicar pessoas que realmente não tem uma autorização de trabalho nos EUA, é preciso denunciar esses golpistas para que outras pessoas não sejam prejudicadas no futuro. “Se o ameaçado está trabalhando ilegalmente nos Estados Unidos, o problema é um pouco maior. Mas ainda assim, a ação de chantagem é crime e deve ser denunciada à polícia para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas. Se o imigrante não possui uma autorização de trabalho, é importante ficar longe de atividades empregatícias para não ter problemas no país”, pontua.

De acordo com Toledo, imigrantes que trabalham legalmente e possuem uma autorização não devem se preocupar com ameaças. “Essas pessoas querem simplesmente deixar esses estrangeiros assustados a ponto de realizar um pagamento mesmo que não estejam exercendo nenhuma atividade ilegal. Isso não deve acontecer. Denunciar esses golpistas e chantageadores é o primeiro e mais importante passo para não sofrer mais esse tipo de ameaça”, finaliza.