OMS envia US$ 4,9 milhões à Ucrânia para atender demandas de saúde

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, anunciou, na noite de terça-feira (1), a doação de US$ 4,9 milhões à Ucrânia para atender demandas imediatas de saúde no país devido ao conflito militar com a Rússia. Segundo ele, uma nova remessa de medicamentos e insumos deve chegar à Polônia ainda nesta quarta (2) e, posteriormente, ser enviada ao território ucraniano.

“A OMS destinou US$ 4,9 milhões até agora do nosso Fundo de Contingência para Emergências para atender às necessidades imediatas de saúde na Ucrânia e nós pré-posicionamos suprimentos médicos. Um novo carregamento está programado para chegar amanhã”, disse Adhanom. 

Ele ressaltou ainda que, até o momento, mais de 670 mil pessoas deixaram a Ucrânia para fugir da ofensiva russa. Com o alto número de refugiados, a OMS ampliou a assistência médica em solo na Polônia, Romênia e Moldávia. A expectativa é atender a todos os moradores afetados conforme a entidade for arrecadando mais doações.

Nesta manhã, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou um plano de emergência de US$ 1,7 bilhão para fornecer apoio humanitário a pessoas na Ucrânia e refugiados em países vizinhos. A medida, que prevê auxiliar 12 milhões de pessoas dentro da Ucrânia e 4 milhões de refugiados, engloba assistência monetária multifuncional para as pessoas mais vulneráveis, assistência alimentar, água e saneamento.

Informações do SBT News