ONU vê indícios de mortes deliberadas em Bucha, na Ucrânia

O Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos se manifestou nesta 3ª feira (5.abr) sobre o suposto massacre russo na cidade de Bucha, na Ucrânia. Segundo a porta-voz Liz Throssell, tudo indica que as mortes aconteceram de maneira deliberada.

“O que vimos emergir em Bucha e em outras áreas aponta claramente para um desenvolvimento muito perturbador. Todos os sinais são de que as vítimas foram diretamente alvejadas e diretamente mortas”, disse Throssell.

“Você poderia argumentar que havia um contexto militar, por exemplo, para um prédio sendo atingido (mas) é difícil ver qual era o contexto militar de um indivíduo deitado na rua com uma bala na cabeça ou com o corpo queimado”, completou a porta-voz.

Em resposta às alegações russas de que as imagens que circulam de Bucha são falsas, Throssell afirmou que os investigadores seguiram meticulosamente os procedimentos forenses para garantir a veracidade de qualquer vídeo ou fotografia que indique possíveis crimes de guerra.

“Não estamos dizendo que este incidente específico é um crime de guerra, não podemos estabelecer isso ainda, é por isso que precisa haver um exame forense detalhado. Justiça e prestação de contas levam tempo; o importante é que este trabalho seja realizado e continue a garantir a prestação de contas daqui para frente”, disse a porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos.

Informações SBT News