Mais de 236 mil pessoas morrem afogadas todos os anos, alerta OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu uma nota, nesta segunda-feira (25), alertando que mais de 236 mil pessoas morrem afogadas todos os anos. O cenário impacta, sobretudo, crianças e jovens de um a 24 anos de idade, tornando-se a terceira principal causa de mortes relacionadas a lesões gerais. 

De acordo com os dados, mais de 90% dos óbitos por afogamento ocorrem em países de baixa e média renda, sendo que crianças menores de cinco anos são de maior risco. As mortes estão frequentemente ligadas a atividades diárias, como banho, coleta de água para uso doméstico, viagens sobre a água em barcos ou balsas e pesca. 

Os impactos de eventos climáticos sazonais ou extremos – incluindo chuvas – também são uma causa frequente de afogamento e os impactos são, em grande parte, evitáveis.

“Todos os anos, em todo o mundo, centenas de milhares de pessoas se afogam. A maioria dessas mortes são evitáveis por meio de soluções baseadas em evidências e de baixo custo”, disse o diretor-geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom. Segundo ele, ações simples como segurança hídrica e lançamentos de campanhas já ajudariam na prevenção.

Informações de SBT News