Ministério dá 10 dias para McDonald’s explicar hambúrguer sem picanha

O Ministério da Justiça e Segurança Pública cobrou nesta 5ª (28.abr) explicações do McDonald’s sobre possível prática de propaganda enganosa. A rede foi denunciada por consumidores por vender o Mc Picanha sem o ingrediente principal: a carne de picanha. 

O McDonald’s deve esclarecer, no prazo de dez dias, se o sanduíche tem o tipo de carne em sua composição, a porcentagem e se ocorreu alteração no percentual do corte após a divulgação da linha de hambúrgueres. “O Ministério preza pela justiça e segurança do brasileiro em todos os âmbitos, inclusive no direito do consumidor”, disse o ministro Anderson Torres.

A nova linha de hambúrgueres que tem incluído o Mc Picanha, entrou no cardápio da rede no começo deste mês. Para o lançamento, a empresa realizou uma grande campanha ressaltando o corte nobre da carne. A forma de divulgação é o principal ponto levantado pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), que analisa se o caso pode induzir os consumidores ao erro, pelo fato da empresa não ter sido transparente. Se os questionamentos não forem respondidos no prazo solicitado, a Senacon poderá abrir um processo administrativo contra o McDonald’s. 

Informações SBT News