Nina, onça-pintada mais velha do Brasil, morre aos 25 anos

Nina, a onça-pintada mais velha do Brasil, morreu aos 25 anos no último domingo (12), em Brusque, Santa Catarina. Em maio, o animal foi diagnosticado com um câncer na região do abdômen, após passar por exames periódicos, realizados pela equipe técnica do parque Zoobotânico, onde vivia. No sábado (11), a onça passou por uma cirurgia para retirada do tumor no Hospital Veterinário SOS Animais. 

Segundo informações divulgadas pelo Zoobotânico, onças-pintadas vivem na natureza em torno de 15 anos e sob cuidados humanos podem alcançar cerca de 22 anos. Nina viveu 25 anos, 8 meses e 4 dias sendo, até então, considerada a onça-pintada mais velha do Brasil. Ela chegou ao Zoo em 1997 com três meses de vida e, durante 18 anos, viveu com a onça-pintada Mike, que morreu há 4 anos, com mais de 20 anos.

Nas redes sociais, o parque lamentou a morte.

Informações de SBT News