Nota Curitibana sorteia R$ 150 mil na Feira de Inovação

Feira da Inovação, que começou nesta sexta (18) no calçadão da Rua XV de Novembro, foi palco também do grande sorteio de Aniversário de Curitiba do Nota Curitibana, programa que gera créditos e prêmios para quem coloca CPF nas notas fiscais emitidas pelo setor de serviços.

O prêmio de R$ 150 mil vai para o bilhete número 1.676.136. O sorteio faz parte da programação especial pelos 329 anos da capital.

“É com grande alegria que fazemos esse sorteio aqui, na Feira de Inovação, que traz tantas novidades e mostra o rosto de inovação de Curitiba”, disse o prefeito Rafael Greca, logo após abrir a a feira. “Somos uma cidade inteligente. Na semana que vem, o mundo vem ver nossas inovações no Smart City Expo, versão brasileira do principal evento mundial do setor, que acontece dia 24 e 25 de março”, lembrou o prefeito.

Em uma estrutura montada no Calçadão da Rua XV, em frente ao pavilhão de inovação, Greca fez o sorteio acompanhado da estudante Debora Oliveira, filha do artista paranaense Luiz Carlos Chacon de Oliveira. Chacon, como é conhecido, é famoso por dublar o cantor Roberto Carlos há mais de 50 anos e é figura frequente nas rodas de conversa na Boca Maldita.

O sorteio teve também a presença do secretário de Planejamento, Finanças e Orçamento, Cristiano Hotz, e do coordenador do programa, Mario Nakatani Júnior.

Entrega

A entidade social indicada pelo contribuinte premiado será contemplada com um outro prêmio, de R$ 25 mil. Os valores já estão livres de Imposto de Renda e serão entregues aos ganhadores em evento na Prefeitura nos próximos dias.

Concorreram no sorteio 1.845.135 bilhetes, pertencentes a 87.967 pessoas que indicaram o CPF nas notas de serviço emitidas em novembro de 2021.

“O Nota Curitibana é um instrumento importante de justiça fiscal para as empresas, porque inibe a sonegação. Ao mesmo tempo dá prêmios e gera créditos para o contribuinte”, diz Nakatani Júnior.

Créditos

Além de participar do sorteio, os contribuintes têm de volta parte do Imposto Sobre Serviços (ISS) pago em cada nota emitida com indicação do CPF.

Em média, 15% do valor do imposto pago de ISS na prestação de serviços é convertido em crédito.

Em 2021, o programa ampliou os benefícios, introduzindo a opção de transferir os créditos gerados para os contribuintes diretamente para uma conta bancária ou usados para recarregar o cartão-transporte, além de poder usá-los no abatimento de até 50% do valor do IPTU do ano seguinte.

Onde pedir

Para os sorteios, a primeira nota fiscal eletrônica do mês gera um bilhete, independentemente do valor. E, na sequência, a cada R$ 50, é gerado um cupom, com validade para o mês do respectivo sorteio. 

É possível pedir o CPF na nota de serviços em estabelecimentos como como planos de saúde, escolas particulares, lavanderias, corretagem de seguros, faculdades, cursos de idiomas, construtoras, oficinas mecânicas, empresas de vigilância e limpeza, dentre outros.

Desde o início do Nota Curitibana. em 2018, já foram pagos R$ 9,96 milhões em prêmios.

O programa conta com 171.046 cidadãs e cidadãos cadastrados e com 595 entidades sociais, associações de pais, professores e funcionários (APPFs) e organizações não governamentais de proteção animal que podem ser indicadas pelos participantes.

Como participar

Para participar dos sorteios, o contribuinte precisa fazer um cadastro no site do Nota Curitibana e informar o CPF na emissão da nota fiscal quando contratar um serviço.

Nakatani Júnior lembra que o cadastro do Nota Paraná, programa do governo estadual, não vale para o Nota Curitibana, cujos créditos são gerados em notas eletrônicas emitidas por prestadores serviços no município.

Sorteio

Todo mês são sorteados R$ 50 mil, R$ 20 mil e R$ 10 mil, além de 15 mil prêmios de R$ 10. No total, são R$ 270 mil distribuídos mensalmente no programa. Em datas especiais, como Natal, e o Aniversário de Curitiba, o prêmio é de R$ 150 mil.

Nesta sexta-feira, o sorteio foi presidido por Mario Nakatani Júnior. Rodrigo Colchon Maciel, foi o secretário da sessão. A operação contou ainda com a auditora Tainara Brisola, da Mazars Auditores, e Ilson Lins da Silva, analista de sistemas da Prefeitura, que gerenciou o aplicativo do sorteio.

O processo do sorteio é feito por um microcomputador com sistema operacional e softwares usados exclusivamente para o Nota Curitibana. O aparelho fica guardado em um cofre e permanece em uma embalagem selada até o momento do sorteio.

Informações da Prefeitura de Curitiba