Novo primeiro-ministro do Reino Unido será anunciado nesta segunda

O Partido Conservador anuncia, nesta segunda-feira (5), o nome escolhido para suceder Boris Johnson e ser o novo primeiro-ministro do Reino Unido. A votação entre os parlamentares foi encerrada na última semana e abrange os nomes do ex-ministro das Finanças Rishi Sunak, de 42 anos, e da ministra das Relações Exteriores, Liz Truss, de 47.

Após ser anunciado, o vencedor deve tomar posse automaticamente, uma vez que o Partido Conservador é majoritário na Câmara dos Comuns. No dia seguinte, o novo premiê britânico deve se encontrar com a rainha Elizabeth II, no castelo de Balmoral, na Escócia, onde Johnson também apresentará oficialmente a renúncia ao cargo.

Apesar das expectativas, o novo representante do Reino Unido herdará a crise econômica atual, que está impactando cada vez mais no custo de vida dos moradores. O cenário acontece em meio à guerra na Ucrânia, que influenciou o aumento da inflação para 10,01% – a maior desde a década de 1980 – e dificultou as exportações de gás. 

Para outubro, por exemplo, o governo britânico estima alta de 87.06% no preço anual das contas de energia e gás. Somadas, as tarifas devem aumentar de 1.970 libras, em abril, para 3.576 libras, uma vez que o uso é maior devido ao inverno.

Diante dos desafios, Truss ganhou o apoio de parlamentares conservadores com as propostas de reverter a intervenção estatal e reduzir os impostos. Ao mesmo tempo, Sunak apresentou um cenário econômico mais realista e disse que reveria os impostos sobre o valor agregado às contas de energia apenas após o controle da inflação.

O cargo de primeiro-ministro ficou aberto após a renúncia de Boris Johnson, em julho, pressionado por parlamentares e cidadãos diante de uma série de escândalos políticos. Em declaração, o britânico afirmou que não iria apoiar nenhum dos candidatos para não prejudicar as possibilidades dos concorrentes e do processo de votação.

Informações de SBT News