Número de civis mortos na Ucrânia chega a 4,8 mil

O Gabinete de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) informou, nesta 4ª feira (6.jul), que o número de civis mortos durante a guerra na Ucrânia chegou a 4,8 mil. A maioria dos registros aconteceu em ataques com artilharia pesada em áreas residenciais, sendo que 335 notificações são de crianças.

“Apesar de o número de óbitos civis causadas pela utilização destas armas ser indiscutível, as forças armadas russas continuaram a operar da mesma forma, com as consequências previsíveis para a população civil e as suas infraestruturas”, disse a alta comissária da entidade, Michelle Bachelet.

O departamento também verificou 28 casos de violência sexual relacionada com o conflito, incluindo casos de violação, tortura e nudez pública forçada. Grande parte dos casos foram identificados em áreas ocupadas pelas forças russas, mas, segundo o gabinete, também houve relatos nas áreas sob controle ucraniano.

Em pronunciamento, Bachelet afirmou que ambos os lados do conflito violaram as normas de direitos humanos e de direito humanitário internacional em tempo de guerra. Ela ressalta, no entanto, que o número de crimes cometidos por Moscou é significativamente superior aos cometidos por soldados ucranianos.

Informações de SBT News