Ofensiva russa na Ucrânia já deixa mais de 3,5 milhões de refugiados

O programa de monitoramento da Organização das Nações Unidas (ONU) apontou, na manhã desta terça-feira (22), que o número de pessoas em situação de refúgio da Ucrânia ultrapassou a marca de 3,5 milhões. Segundo os dados, quase metade são crianças e adolescentes, além de 157 mil cidadãos de outras nacionalidades.

A Polônia é o país que mais recebeu refugiados da Ucrânia nas últimas duas semanas. No total, 2,23 milhões de pessoas encontraram abrigo no país. Romênia, Hungria e Moldávia também receberam um número significativo de ucranianos fugindo da ofensiva lançada pela Rússia. A movimentação é a maior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial.

“A escala do sofrimento humano e do deslocamento forçado devido à guerra excede em muito qualquer planejamento de cenário pior. Responder às necessidades daqueles deslocados e retidos internamente na Ucrânia é nossa prioridade máxima, mas precisamos que as hostilidades cessem para poder alcançar pessoas em áreas severamente fetadas”, disse o diretor-geral da Organização Internacional para as Migrações (OIM), António Vitorino.

Ao todo, as entidades estimam que mais de 10 milhões de pessoas estejam deslocadas tanto externamente como internamente. Dentro do país, mais de 53% das pessoas são mulheres, além de idosos, pessoas com deficiência e crianças.

Informações de SBT News