Páscoa mais salgada: famílias trocam bacalhau por opções mais baratas

A alta na inflação está levando muitas famílias a repensarem uma das mais tradições nacionais, herdada dos portugueses: a bacalhoada de Páscoa. Com o preço do astro principal da famosa receita nas alturas, muitos brasileiros estão investindo em muita pesquisa e, principalmente, na criatividade para fazer com o almoço em família caiba no bolso.

Foi o caso do técnico de enfermagem, Rafael Felipe. Antes de comprar o camarão, ele foi à peixaria três vezes para pesquisar os preços e, claro, pechinchar. “É o que está dando. Melhor do que o bacalhau. Está mais em conta”, ele contou.

Até o dono da peixaria admite que, este ano, a Páscoa vai estar bem mais salgada, e não é por causa do bacalhau. Segundo o proprietário Diego Batista, é mais fácil apontar o que não aumento no estabelecimento: “O que a gente não aumentou aqui foi o polvo, as lulas, a sardinha e o salmão”.

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Pescados, a expectativa para esta Páscoa é que a venda de peixes tenha uma redução de 20%. A baixa procura pelo bacalhau já impactou, inclusive, na importação do produto, que diminuiu cerca de 17% no último ano.

“A explicação está muito ligada a esse momento no qual a gente tem inflação elevada, corroendo o poder de compra, e uma renda que ainda é menor do que a renda que havia no período antes da pandemia”, explica o economista e professor de Finanças da FGV, Lauro Gonzalez.

Milton é dono de um tradicional restaurante, em São Paulo, que, há anos, serve o clássico bacalhau no domingo de Páscoa. Neste ano, porém, conta que levou um susto quando foi comprar o peixe salgado. “O preço do bacalhau disparou. Mas, eu fiz o que? Eu fui para o mercado, essa feira do Ceagesp de pescados, e comprei bacalhau fresco”, diz o proprietário Milton Freitas.

Para quem quer economizar, sem abrir mão do prato com frutos do mar, a dica é usar os mesmos ingredientes e substituir apenas o bacalhau. “Pode substituir pela tilápia… coloca mais batata e dá o mesmo resultado do prato de arroz de bacalhau”, recomenda a subchefe do restaurante, Eliane Santos.

Informações de SBT News