Passa de 100 número de mortos pelas fortes chuvas em Pernambuco

(Reuters) Ao menos 106 pessoas morreram e dez estão desaparecidas devido às inundações e deslizamentos de terra provocados pelas fortes chuvas que atingem Pernambuco desde a semana passada, principalmente na região metropolitana da capital Recife, informou nesta terça-feira o governador do Estado, Paulo Câmara.

O governador afirmou, em entrevista à CNN, que a prioridade, no momento, é encontrar os desaparecidos. Os trabalhos se concentram, segundo ele, em seis pontos.

“Não vamos medir esforços até encontrarmos todas as pessoas desaparecidas. Isso é um ponto fundamental neste momento para que possamos, também, ir para as outras etapas desse processo, que são etapas também difíceis a serem enfrentadas daqui para frente”, disse Câmara.

A Defesa Civil nacional divulgou em sua conta no Twitter um alerta para a possibilidade “muito alta” de enxurradas nas regiões da Mata Pernambucana, Metropolitana de Recife e Leste Alagoano. Além disso, também foi apontada como muito elevada a possibilidade de deslizamentos de terra na área metropolitana da capital pernambucana.

Na terça-feira o presidente Jair Bolsonaro visitou a capital pernambucana e sobrevoou as áreas afetadas. Ao lado de uma comitiva de ministros, ele prometeu ajuda às famílias atingidas como, por exemplo, com a liberação de recursos para os municípios afetados.

(Reportagem de Eduardo Simões, em São Paulo, e Maria Carolina Marcello, em BrasíliaEdição de Alexandre Caverni e Pedro Fonseca)