Pazuello informa que não irá à CPI da Covid na 4ª, diz presidente da comissão

Por Maria Carolina Marcello e Lisandra Paraguassu

BRASÍLIA (Reuters) – O ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello informou à CPI da Covid no Senado que não poderá prestar depoimento na quarta-feira, como estava previsto, anunciou o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM).

O ministro alegou ter tido contato com dois auxiliares que testaram positivo para o coronavírus.

“O ministro Pazuello teve contato com dois coroneis auxiliares dele que estão com Covid. Ele vai entrar em quarentena”, disse Aziz durante sessão da CPI nesta terça.

“É informação extra-oficial, eu avisei que preciso da comunicação oficial.”

A informação havia sido inicialmente dada pela assessoria do vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o líder da Oposição, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Uma fonte que acompanha de perto as decisões da direção da CPI disse que o depoimento de outro ex-titular da pasta, Nelson Teich, marcado para a tarde desta terça-feira, deve ocorrer na manhã da quarta.

A comissão se concentrará, portanto, no depoimento do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta nesta terça-feira.