PF cumpre mandados contra grupo que fraudou R$ 11 milhões do INSS

 A Polícia Federal realiza, na manhã desta terça-feira (12), a operação Fementido, que tem como objetivo desarticular uma associação criminosa que fraudava pagamentos do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Segundo os agentes, o prejuízo sofrido pela União com o esquema ilícito pode alcançar mais de R$ 11,7 milhões.

São cumpridos três mandados de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão nos municípios mineiros de Coronel Fabriciano, Timóteo, Jaguaraçu e Belo Oriente. Todos os documentos foram expedidos pela 2ª Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Ipatinga, em Minas.

A investigação apontou que o grupo falsificava certidões de nascimento, documentos de identidade e comprovantes de residência para criar pessoas fictícias e obter vantagem ilícita previdenciária. As fraudes envolviam a concessão de benefícios previdenciários, sendo a maioria de amparo ao idoso de baixa renda e o procedimento de “prova de vida”.

Os investigados serão autuados pela prática dos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa. As penas, se somadas, podem superar os 10 anos de reclusão em caso de condenação.

Informações de SBT News