Plano de saúde: limite de cobertura em sessões com psicólogos é suspenso

Começa a valer, a partir desta segunda-feira (1º), a decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que suspende a limitação do número de consultas e sessões com psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas. A medida vale para os usuários de planos de saúde com qualquer doença ou condição de saúde listada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como paralisia cerebral e síndrome de Down.

A decisão foi divulgada em 11 de julho, após reunião extraordinária. Segundo a ANS, a medida tem como objetivo “promover a igualdade de direitos aos usuários da saúde suplementar e padronizar o formato dos procedimentos atualmente assegurados, relativos a essas categorias profissionais”. Agora, o atendimento passará a considerar pacientes com qualquer diagnóstico, conforme prescrição do médico assistente.

A ANS explica que, conforme cobertura obrigatória, os planos de saúde deveriam oferecer duas consultas de fisioterapia por ano para cada doença apresentada pelo paciente e 24 sessões com fonoaudiólogo para aqueles que se enquadrassem em uma das 11 condições listadas pela entidade. Já no caso das sessões com psicológico, os planos ofertavam de 12 a 40 consultas por ano, dependendo do caso.

Com a mudança, ficam excluídas todas as limitações e não é mais preciso que a doença ou condição do paciente atenda a uma lista de diagnósticos específicos.

Informações de SBT News