Polícia do Rio prende homem acusado de vender feijão pintado de verde

São Paulo, 13 (AE) – Policiais civis da Delegacia do Consumidor (Decon) do Rio de Janeiro prenderam, na segunda-feira, 12, um homem de 43 anos acusado de pintar feijões fradinho de verde para vender como se fossem feijões de corda, enganando os consumidores.

A prática teria como objetivo aumentar o lucro do comerciante. Segundo a polícia, em pesquisa no mercado, foi constatado que o preço médio do feijão fradinho é R$ 6,50 e o de corda, R$ 27,50

O homem detido, natural do Rio Grande do Sul, não teve o nome revelado. Ele estava no município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, comercializando os feijões em uma feira livre. Após detido, confirmou que realizava a prática também em São Gonçalo aos sábados e domingos.

A polícia realizou a prisão após receber denúncias sobre um imóvel no bairro Gamboa, Região Portuária do Rio de Janeiro, onde era realizada a produção dos grãos pintados. Os policiais foram ao local, encontraram equipamentos utilizados para o manuseio e para tingimento dos grãos e interditaram o imóvel.

Por Estadão Conteúdo.