Policial militar e mais dois suspeitos de queimar homem em Curitiba são presos

Na manhã desta quinta-feira (9), a Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu três suspeitos na morte de Ivo Mueller, desaparecido desde 2021, em Curitiba. Um veículo, cheques e celulares foram apreendidos.

A ação aconteceu nos bairros Parolin, Fazendinha e Santa Cândida. Um policial militar que mora próximo à residência da vítima é um dos suspeitos do latrocínio, e teve a arma e carregadores recolhidos.

Uma das hipóteses é de que ele e os outros suspeitos estariam atrás de notas promissórias da vítima, que teriam valor de R$ 800 mil.

Os suspeitos atearam fogo contra o homem, e o corpo não foi encontrado até o momento.

Os criminosos são investigados pelos crimes de ocultação de cadáver e latrocínio. 

Investigação

Mueller está desaparecido desde o dia 14 de março de 2021. Durante as investigações, a PCPR descobriu que Mueller possuía um alto valor em sua conta bancária.

Na residência onde ele morava, a PCPR apurou que itens pessoais da vítima haviam sumido. Além disso, foram verificadas marcas de sangue. O corpo de Mueller não foi localizado até o fechamento desta matéria. Os suspeitos são investigados pelos crimes de ocultação de cadáver e latrocínio. 

Denúncias

A PCPR segue investigando o caso e solicita a colaboração da população com informações que auxiliem no andamento das investigações. As denúncias podem ser feitas de forma anônima através do número 41 3218-6100, diretamente à equipe de investigação.