Acusado de matar sobrinho de ex-jogador do Coritiba é preso

“Loucura” foi preso em Santa Catarina e ainda é suspeito de mais 30 homicídios

Foi preso, em Santa Catarina, Rogério Emanuel Macedo de Carvalho Paes, mais conhecido como “Loucura”. O assassino de alta periculosidade que afirma ter matado mais de trinta pessoas é acusado de ter tirado a vida de André Rolim de Moura na madrugada do dia quinze de dezembro, em Curitiba. O analista de sistemas não tinha passagens pela polícia e era de uma família de esportistas. O uso de drogas, segundo as investigações, foi o motivo do cruel assassinato.

O apelido do assassino cai como uma luva para um homem que afirma ter matado dezenas de pessoas. O criminoso foi preso na cidade de São José, região metropolitana de Florianópolis. Loucura estava escondido no litoral catarinense desde o dia quinze de dezembro do ano passado, data em que ele, mais uma vez, justificou seu apelido após ceifar a vida de André Rolim de Moura, com mais de trinta facadas.

A delegacia de homicídios e proteção à pessoa desvendou o caso depois de uma longa investigação. A motivação do crime era uma incógnita para a polícia. A família acreditava em crime passional. André era analista de sistemas, não tinha passagens pela polícia e veio de uma família de esportistas. O tio dele foi campeão brasileiro de futebol pelo Coritiba.

As investigações continuam. A polícia espera chegar até o comparsa do assassino nos próximos dias.

Para mais informações sobre este caso, assista reportagem completa do Tribuna da Massa Curitiba desta sexta-feira (08):