Carros parados em estacionamentos eram usados como depósito de drogas em Curitiba

Mais de 700 quilos de maconha foram apreendidos pela Polícia Civil em Curitiba na tarde desta sexta-feira (24) em atuação conjunta entre a Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) e Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc). Os investigadores descobriram que traficantes usavam carros em estacionamentos privados como depósitos de drogas. Uma pessoa foi presa em flagrante por envolvimento com o crime.

A situação teve início com uma denúncia feita à Dedetran pelo proprietário de um estacionamento na Avenida Vicente Machado. Ele estranhou o fato de uma Kombi estar há mais de um ano parada no local, sem nunca ter rodado. Com certa frequência, uma mesma pessoa ia até o veículo, ficava alguns minutos dentro da Kombi e saia a pé, sem ao menos dar a partida.

Lucian Pichetti/Rede Massa.

A partir da denúncia, a polícia começou a investigar e, nesta sexta, esteve no local para verificar o veículo. Dentro da Kombi foi encontrada grande quantidade de maconha e o suspeito de 28 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas. A partir daí, a Dedetran acionou a Denarc, que passou a conduzir a investigação do caso.

A esposa do suspeito acabou confessando à polícia que havia mais drogas escondidas em uma Fiat Fiorino que estava guardada dentro de outro estacionamento no bairro Batel. Os agentes da Denarc foram até o local e confirmaram a informação. No total, mais de 700 quilos de maconha foram retirados de circulação.

A Polícia Civil continua a investigar o caso para descobrir se existem mais pessoas envolvidas nesse esquema de ‘depósito’ de drogas em estacionamentos, apura se os responsáveis pelos estabelecimentos tinham algum conhecimento do que havia nesses veículos, e busca mais drogas que podem pertencer a esse traficante.

Colaboração de Lucian Pichetti/Rede Massa.