Caso Amanda: jovem foi obrigada a cavar a própria cova, afirma polícia

Durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta sexta-feira (03) para esclarecer informações sobre o caso Amanda Albach, de 21 anos, desaparecida há 18 dias em Santa Catarina, a Polícia Civil afirmou que, segundo o depoimento de um dos acusados, a jovem foi morta com dois tiros na cabeça.

Ainda segundo a polícia, a jovem teria sido obrigada a cavar a própria cova. O laudo técnico e pericial, bem como a sequência do inquérito, devem apontar mais detalhes de como foi cometido o crime.

A curitibana havia sido vista pela última vez em Jurerê Internacional, em Florianópolis. O crime foi realizado no limite entre Laguna e Imbituba, no Sul do Estado.

Na tarde de quinta-feira (2), policiais prenderam três homens suspeitos de estarem envolvidos com o desaparecimento da jovem. Durante a operação desta sexta-feira, o corpo foi encontrado após a confissão de um dos presos.

Com informações do SCC 10.