Dupla é presa em flagrante após assaltar lotérica

Guardas municipais passavam pelo local na hora do assalto e conseguiram conter assaltantes

Rosalvo de Brito Ribeiro, de 27 anos; e Leônidas Tomaz de Miranda Neto, 23, pensaram que o dia deles terminaria bem. Deu tudo errado. Seria mais um dia de trabalho para a dupla, que saiu de Campo Magro, numa moto roubada. E iriam se dar bem. Levariam mais de 12 mil. Mas não contavam com a presença dos guardas municipais.

A equipe patrulhava a Av. Tomás Carmeliano de Miranda, no bairro Guatupê, quando percebeu uma movimentação estranha na lotérica. Os assaltantes entraram na lotérica no momento em que uma funcionária voltava do almoço.

A colega dela abre a porta e um deles entra na cola. Na sequência vem o outro. Em um minuto eles esvaziam os caixas. Logo em seguida chegam os guardas municipais. O assaltante que estava desarmado senta no chão e coloca as mãos na cabeça. O que estava com o revólver se desespera e tenta pegar uma das funcionárias de refém. Mas elas são mais rápidas e se trancam no banheiro. Ele então deixa a arma em cima da bancada e também se entrega.

Os dois foram encaminhados a delegacia de São José dos Pinhais. Com eles foi encontrada uma moto CG Fan, roubada em Curitiba. Testemunhas relataram que havia outros dois assaltantes, dando cobertura a dupla, em um carro branco.

A polícia suspeita que a quadrilha seja responsável por outros assaltos na região metropolitana. Rosalvo já tem passagem pela polícia pelo mesmo crime. Leônidas e ele vão responder por roubo agravado e receptação.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem do Tribuna da Massa Curitiba desta sexta-feira (29):