Ex-namorado é preso suspeito de matar técnica de enfermagem na RMC

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (4) um rapaz de 24 anos suspeito de assassinar a técnica de enfermagem Letícia Setafani Inácio, neste fim de semana. A jovem foi encontrada morta embaixo da escada do condomínio onde morava e o jovem preso nesta tarde confessou que matou a ex-namorada na frente do prédio.

Familiares de Letícia já estavam desconfiados de que o autor do crime seria um ex-comanheiro da vítima, em entrevista à Rede Massa | SBT. Inclusive, ela teria medidas protetivas contra um de seus ex-namorados por perseguição, ameaça e agressão. A Polícia Civil deve prestar mais informações sobre a prisão e a investigação do caso nesta terça-feira (5).

O crime

Os pais de Letícia afirmaram que ela estava voltando para casa de Uber após trabalhar no plantão do Hospital Universitário Cajuru, e que o aplicativo de transporte marcava sua saída do local às 6h28. O aplicativo enviou a notificação de que a jovem foi entregue no endereço às 6h38, mas a estudante não chegou no apartamento.

Na manhã de sábado os familiares já sentiram falta de Letícia, pois ela havia enviado para a mãe às 6h32 que estava chegando no condomínio localizado na rua Rio São Luiz, no bairro Weissópolis, mas não entrou em casa. Na manhã de domingo, um morador notou manchas de sangue no corrimão e encontrou o corpo da jovem embaixo da escada.

Os familiares registraram um Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento antes da notícia da morte da filha. A mãe da vítima relatou que a jovem não era irresponsável e que não tinha inimigos, mas que os ex-namorados já haviam ameaçado a estudante de morte.

Letícia estava no último ano da faculdade de enfermagem e trabalhava no Hospital Universitário Cajuru.