Fazendeiro diz ter trocado tiros com ‘novo Lázaro’, procurado por assassinatos em Goiás

Foragido desde o último domingo (28), quando assassinou três pessoas em Corumbá de Goiás (GO), Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, apelidado de “Novo Lázaro”, teria trocado tiros com um fazendeiro de Abadiânia na madrugada desta quarta-feira (1º). 

Em entrevista exclusiva à emissora Serra Dourada, filiada do SBT, o homem relatou os momentos de tensão. De acordo com o depoimento, ele teria chegado na fazenda por volta de 1h da manhã – horário habitual -, mas como havia chovido muito na região, não havia energia. Ao sair do veículo, escutou o barulho de uma garrafa quebrando e tentou averiguar com a luz do celular. Ao não enxergar nada de suspeito, virou-se em direção à entrada da casa. O suspeito estaria lá e teria começado a disparar imediatamente. Dono de uma arma, o fazendeiro revidou os tiros enquanto se protegia com a porta do veículo. Ele afirma não ter visto mais nada depois disso. 

No local, sobraram as marcas das balas nas paredes, porta do veículo e cadeiras que estavam espalhadas na garagem. A Polícia Militar foi até o local e passou a noite periciando a residência. 

O episódio deixa os moradores da região ainda mais apreensivos. Desde a notícia dos assassinatos e da fuga do suspeito Wanderson Mota para a região entre Abadiânia e Alexânia, existe um temor de invasões à fazendas e novos crimes. O local é o mesmo onde, há cinco meses atrás, houve uma caçada de mais de 100 dias pelo assassino Lázaro Barbosa, que morreu em confronto com os agentes de segurança. 

Mais de 70 policiais da Polícia Militar e Civil de Goiás atuam nas buscas pelo criminoso, que, segundo informações, está escondido na mata.

Informações do SBT News