Festa clandestina com música eletrônica e ingresso a R$ 500 é interrompida pela GM

O evento, segundo a GM, contava com cerca de 70 pessoas

Uma ação da Guarda Municipal acabou uma festa rave clandestina, que estava sendo realizada na noite deste sábado (20) em uma mansão dentro de uma chácara, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O evento, segundo a GM, contava com cerca de 70 pessoas e o ingresso era cobrado no valor de R$ 500.

Após uma denúncia anônima, as equipes de fiscalização foram até o local indicado e encontraram dezenas de carros estacionados. O local escolhido para a realização da festa rave foi mansão, no bairro Borda do Campo, que estava regada de bebida alcoólica, música eletrônica e várias pessoas sem máscara, sendo 32 delas encaminhadas ao Juizado Especial Criminal.

As equipes da Guarda Municipal acreditam que, no mínimo 40 pessoas, conseguiram fugir do local no momento que os agentes chegaram ao local da festa. Ainda de acordo com a GM, duas mulheres teriam pedido aos agentes para não serem encaminhadas, pois tentariam o concurso da Polícia Federal e isso poderia atrapalhar no caso de aprovação. O pedido não foi aceito pelos guardas. Foi necessário o apoio de um ônibus para fazer o transporte dos frequentadores até o fórum.

Decreto

Um novo decreto assinado pelo governador Ratinho Junior, nesta sexta-feira (19), suspende em 11 municípios da Região Metropolitana de Curitiba as atividades não essenciais, incluindo o comércio de rua, galerias, centros comerciais e shoppings. Também veta reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações, encontros familiares ou corporativos, tanto em espaços públicos como privados.

O município de São José dos Pinhais faz parte do Decreto 7.145/2021 e, desde o início da pandemia, tem 15.356 casos confirmados e 408 mortes pela Covid-19, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.