Foragido da justiça de Santa Catarina é preso na fronteira

O preso é acusado de ter participado de um crime bárbaro

O grupo de diligências especiais, o GDE, da polícia civil chegou na delegacia com um preso, o homem do chapéu desce da viatura, abre o camburão e retira o preso, contra o homem de 25 anos de idade a justiça expediu o mandado de prisão pelo crime de latrocínio, que é quando mata a vítima para roubar

O crime foi cometido em 2017 na cidade de Santa Cecília, em Santa Catarina, segundo a justiça, este era o último acusado que ainda estava foragido, os outros dois já haviam sido presos no estado catarinense. Segundo a polícia de Santa Catarina, este preso e outros dois comparsas cortaram a garganta da vítima. Para fugir, ainda amarraram a mãe dela, uma idosa de 83 anos de idade.

O preso, negou o crime apesar de ter tentado fugir dos policiais. Ele disse que tudo não passou de um engano, que mora em Foz do Iguaçu e foi para Santa Catarina visitar uns amigos. E que um dos amigos teria cobrado uma dívida com os assassinos que, por desavença, falaram para a polícia que ele e o amigo estariam envolvidos no crime, se a versão do preso é verdadeira ou não, cabe a justiça decidir.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Tribuna da Massa Foz do Iguaçu e região desta quinta-feira (11):