Guilherme Penkal confessou estupro de vendedora, diz delegada

Principal suspeito de roubar e estuprar a vendedora de uma loja no bairro Mercês, em Curitiba, Guilherme Penkal se entregou à polícia na madrugada desta sexta-feira (16). De acordo com a delegada Vanessa Alice, da Delegacia da Mulher, o homem confessou a autoria do crime e disse que sofre de problemas psiquiátricos.

“Ele disse que desde criança 3ele sente uma coisa incontrolável que o obriga a praticar esse tipo de crime”, revelou a autoridade policial responsável por conduzir o inquérito do crime. Penkal se apresentou à Casa da Mulher Brasileira depois da meia noite desta sexta-feira (16) e prestou depoimento durante a manhã, quando assumiu a autoria do estupro.

A delegada revelou ainda que vai solicitar a conversão da prisão temporária (com validade de 30 dias) em preventiva (sem prazo) para que ele aguarde o andamento do processo em regime fechado. “Meu pessoal agora está atrás dos elementos que estiveram junto dele nesse crime, como supostamente um simulacro de arma de fogo e a jaqueta utilizada por ele”, explica Vanessa sobre os mandados de busca e apreensão que são cumpridos durante o dia.

“Ele alegou que faz tratamento psiquiátrico, mas perguntei há quanto tempo e ele disse que há pouco tempo; insisti e ele disse ‘uma semana após o crime’”, revela a policial civil. Ele ainda negou que tivesse cometido outros crimes recentemente e a delegada acrescentou que ainda não foi procurada por outras mulheres.

Colaboração de Bruna Frohener/Rede Massa.