Jovem é encontrado morto pela própria mãe em Quatro Barras; vítima foi morta a facadas

Um homem foi morto com diversas facadas no pescoço e no rosto nesta terça-feira (2) no município de Quatro Barras, região metropolitana de Curitiba. A mãe do jovem encontrou o corpo dentro de casa e acionou a Guarda Municipal.

A vítima, identificada como Carlos Henrique de Oliveira Gouveia, de 28 anos, trabalhava como garçom e recebia ameaças de morte através de mensagens de áudio, enviadas pelo celular. 

Isaura de Oliveira, mãe do jovem, saiu para trabalhar na segunda-feira (1) durante a noite e retornou por volta das 10h desta terça.

“Quando eu abri a porta ele estava morto em cima da cama. Os cachorros do vizinho comeram o rosto dele. Eu não tive o que fazer, saí gritando”, conta Isaura.  

De acordo com familiares, o autor do crime levou o celular da vítima e acessou as redes sociais do rapaz no período da tarde, horas depois do assassinato. A mãe de Carlos relatou que o filho era homossexual e que a motivação do homicídio poderia ter sido por causa do costume do jovem de sair com homens casados. Dentro do quarto foi encontrada uma camisinha usada. 

“Vinham querer mexer com ele porque ele gostava de homem. Eu não tinha nada contra isso, mas eu vou descobrir. Deus vai fazer justiça e vai trazer a pessoa que matou ele aqui na minha frente”, finalizou Isaura Oliveira à Rede Massa.

Isaura afirmou, ainda, que um grupo de homens já arrombaram a porta da residência e falaram que na próxima vez, iriam matar o rapaz a facadas. “E foi como mataram ele”, diz.

Investigação

A Polícia Civil de Quatro Barras deve investigar o homicídio para comprovar se, de fato, a vítima estaria sofrendo ataques homofóbicos e quem seria o responsável pelas ameaças. Imagens de câmeras de segurança da região serão analisadas para identificar o suspeito.

Denúncias sobre o paradeiro do autor do crime podem ser repassadas pelo telefone: (41) 3672-5114.