Ministério Público pede volta às aulas nas escolas públicas e particulares de Londrina

O Ministério Público de Londrina entrou com uma ação civil pública, pedindo a volta às aulas nas creches, ensino fundamental, nas escolas municipais e particulares da cidade. A ação foi assinada pelas promotoras Revia Ap. Peixoto de Paula Luna, da décima promotoria de justiça, e Josilaine Aleteia de Andrade César, da vigésima segunda promotoria. Elas apoiam o pedido inclusive em uma recomendações da Unicef, Unesco e Opas/OMS.

Entre os argumentos eles dizem que ficar em casa por tanto tempo pode causar prejuízo as crianças como: na saúde mental, violência, ensino, convívio social, retrocesso cognitivo para crianças menores, evasão escolar, desestabilização das relações familiares e sociais, trabalho infantil e uso de drogas entre outras coisas. Por isso pedem a retomada das aulas presenciais, e afirmam que a situação atual inclusive está violando direitos fundamentais de crianças e adolescentes.