Mistério em morte com mais de 50 tiros

Um boné deixado na cena do crime pode ajudar a polícia civil a identificar os autores desse crime 

“Foram ouvidos algum dos familiares e alguns conhecidos da vítima, todavia nenhum deles sabe da motivação para o crime, uma vez que a vítima, o Edmilson conhecido também como “CIA”, não relatou estar sobre nenhum tipo de ameaça, mas naquele dia chegaram dois indivíduos em um veículo, cor branca, acredito que seja um Ford Fiesta modelo novo e esse boné que está aqui, nós acreditamos também que seja de um dos indivíduos, no local efetuaram diversos disparos, inclusive chegaram a trocar o carregador da pistola, um carregador de pistola ficou no chão e então além do carregador de pistola tem esse boné, mas acreditamos que possa ser de um dos autores. A divulgação é para que as pessoas consigam fazer uma ligação entre este boné e esse veículo cor branca, provavelmente um Ford Fiesta modelo novo, como volto a reprisar, que sejam os autores do disparo contra a vítima, também se alguém souber qual seria a motivação e os executores, faz a denúncia através do 181 que é denúncia anônima, ou ao mesmo ligar aqui a Delegacia de Homicídios que é o 3329-1835, também de forma anônima e não fica nenhum registro dessa ligação nos dão informações sobre como disse, a motivação e quem são os atiradores.” afirmou, João Reis delegado de homicídios.

A forma com que o “CIA” foi morto e a quantidade de cápsulas espalhadas pela cena do crime, a ira e o ódio dos atiradores, ainda intriga a investigação. A delegacia de homicídios através do Delegado quer saber qual a motivação, porque ele foi morto com tanta ira? 

“Infelizmente familiares e as pessoas foram ouvidas aqui, não tem nenhum motivação nenhuma suspeita que seria os autores, pode ser que alguém que conheço o fato, mas não relatou para a delegacia nem mesmo para conhecidos ou familiares que possam fazer denúncia anônima, e como eu disse, é totalmente anônimo para a gente possa ter uma embasamento, para conseguir continuar as investigações.” afirmou o delegado.

Informações podem ser repassadas pelo 181 ou pelo fone 3329-1835 que também é o WhatsApp.